Nos siga nas redes

Casos

Kaspar Hauser: o caso enigmático que chocou a sociedade

Publicado

em

Kaspar Hauser: o caso enigmático que chocou a sociedade
Imagem: imdb.com

Já parou para pensar se Mogli ou Tarzan sobreviveriam se fossem reais? Não é uma pergunta difícil de ser respondida se considerarmos que existiu um personagem da história que passou por uma situação parecida. Estamos falando de Kaspar Hauser, o protagonista deste artigo que o Super Misterioso traz para você. 

Deixado em praça pública, com uma única frase

As referências divergem quanto à data correta de sua origem. Porém, de acordo com o texto de Maria Clara Lopes Saboya – chamado “O enigma de Kaspar Hauser (1812– 1833): uma abordagem psicossocial”, o ano é 1828. 

Em uma praça da cidade de Nuremberg, na Alemanha, um garoto é encontrado. Garoto, pois, supõe-se que na época ele teria somente 15 anos.

Trazia consigo uma carta anônima que contava sua história até então. Segundo ela, ele tinha sido mantido em total isolamento social. E, por isso, não teve nenhum contato humano, a não ser com uma pessoa que o alimentava. 

Não sabia falar nem se portar, apenas repetia de maneira automática a frase: “Quero ser cavaleiro”. 

Teorias sobre Kaspar Hauser 

Moradores de Nuremberg acolheram Hauser e o ensinaram alemão e como viver em sociedade. Dessa forma, ele teria o que era preciso para sobreviver. Entretanto, como viveu num verdadeiro exílio desde muito novo, foi incluído como atração dos famosos “shows de aberrações”, que aconteciam bastante na época.

De acordo com Saboya, existem duas teorias sobre ele: 

  1. Se tratava de um farsante em busca de atenção, por isso teria inventado toda a história;
  2. Kaspar Hauser seria um neto de Napoleão Bonaparte.

A segunda teoria faz sentido. E isso porque seria preciso um motivo muito forte para alguém manter uma criança em cativeiro durante todo seu período de formação. E, além disso, também justifica as várias tentativas de assassinato que Kaspar sofreria tempos depois. 

Tenha sido uma mentira, um experimento macabro ou uma tentativa de mantê-lo longe do conhecimento da sociedade, sabemos que ele existiu de fato. Apenas não sabemos sua verdadeira história. 

Como Kaspar Hauser ajudou a entendermos a sociedade 

A vida do garoto alemão deixado em praça pública inspirou filmes. Alguns são: “O Enigma de Kaspar Hauser”, de Werner Herzog, e “Mogli” – que também foi inspirado na história de Rômulo e Remo, fundadores de Roma. Além disso, gerou várias reflexões sobre de onde vêm a linguagem e a cultura. 

A cultura é uma lente pela qual vemos a sociedade, como dizia Ruth Benedict. No entanto para conseguirmos desenvolver habilidades sociais e linguagem temos que ser ensinados. Entretanto, não falamos sempre de uma educação formal, mas de um processo mais amplo chamado socialização. 

Kaspar nos ensina que sem a etapa da socialização não conseguimos desenvolver habilidades básicas que nos garantem a sobrevivência.

Afinal, teriam Mogli ou Tarzan realmente sobrevivido se suas histórias fossem verdadeiras? Sob esta perspectiva a resposta é não. 

O que você achou desta história? Conte-nos um pouco mais e não se esqueça de ler outros textos do Super Misterioso para ampliar seu conhecimento sobre História.

✔ Você sabia que o Super Misterioso está no Instagram, Facebook e no Youtube? Siga-nos por lá ou cadastre-se por aqui e seja um usuário VIP!

Casos

Puma Punku: as misteriosas ruínas milenares

Publicado

em

Puma Punku: as misteriosas ruinas milenares
Imagem: theculturetrip.com

Se você gosta de mistérios históricos como as Pirâmides do Egito ou os Jardins Suspensos da Babilônia, prepare-se para conhecer Puma Punku

Os arqueólogos e historiadores realmente estão tendo muita dificuldade para desvendar os mistérios desta construção. Se você quer saber porquê, continue lendo o caso aqui no Super Misterioso!

O que é Puma Punku?

Puma Punku se encontra próximo do complexo Tiwanaku, na Bolívia. Ao todo, possui 167 de comprimento e 117 de largura.

Além disso, se trata de uma construção megalítica, ou seja, é formada por pedras em grande escala, que pesam várias toneladas. A princípio, o objetivo da construção seria de natureza religiosa.

Quanto ao ano de construção, existem algumas polêmicas. Um especialista realizou uma análise com carbono que datou Puma Punku por volta de 500 d.C. Contudo, isso não se encaixa na narrativa histórica e muitos outros pesquisadores acreditam que a amostra estava alterada.

Por outro lado, a estrutura é bastante complexa. Além de ter pedras que se encaixam umas nas outras perfeitamente, tem componentes complexos. Por exemplo, há várias pedras em formato de “H”, o que requer técnicas muito complexas, principalmente para a época.

Bem como esse, tem outros mistérios sobre Puma Punku que os pesquisadores não conseguem desvendar. Veja!

Afinal, por que é tão polêmico?

Em primeiro lugar, o que chama a atenção é a origem das pedras em si, pois pertencem a uma pedreira a 90 km de distância de Puma Punku. Sendo assim, seria quase impossível transportar.

Você pode estar pensando na famosa técnica de usar árvores ou cilindros colocados embaixo de grandes estruturas para deslocá-las. Entretanto, este não é o caso, já que na região não crescem árvores por conta da altitude.

Porém, o que mais chama a atenção é a precisão dos cortes nas pedras. Por se tratar de granito, uma pedra muito dura e difícil de trabalhar, não se esperaria que Puma Punku existisse na época.

Também, os cortes e furos são feitos de forma extremamente regular, com uma exatidão surreal para a época. Em outras palavras, apenas o maquinário atual e de alta tecnologia poderia realizar esse tipo de corte e furos.

Mas, então, como é possível? Cientistas analisaram por anos as pedras de Puma Punku para achar uma resposta.

Análises laboratoriais de Puma Punku

Para que os cientistas conseguissem entender um pouco melhor como Puma Punku foi feita, eles recolheram amostras e fizeram testes em laboratório. 

Desse modo, realizaram cortes nas rochas usando diferentes métodos. Finalmente, no final do experimento, concluíram que quem fez a construção usou diamante para realizar os cortes.  Entretanto, usou uma técnica desconhecida atualmente.

No entanto, isso apenas levanta mais questões. Como alguém nessa época conseguiria usar diamante dessa forma? Qual técnica usou? 

E o mais importante: quem construiu Puma Punku?

Infelizmente, esse mistério ainda não foi resolvido. Mas com certeza está dando dor de cabeça aos cientistas, que não fazem ideia de como desvendá-lo. Continue aqui no Super Misterioso para saber mais sobre esse e outros segredos da humanidade.

Continue lendo

Casos

Heaven’s Gate: a trágica história da religião OVNI americana

Publicado

em

Heaven's Gate: a trágica história da religião OVNI americana

Sabemos que cultos geralmente não acabam em finais felizes. É exatamente esse o caso do Heaven’s Gate, um culto estadunidense que tem uma triste e misteriosa história. 

Se você quer saber como esse culto se tornou um dos mais famosos do mundo, continue aqui no Super Misterioso e confira a seguir!

Heaven’s Gate: o que foi?

Enquanto alguns acreditam que Heaven’s Gate foi uma religião, na verdade foi uma seita. Ou seja, em vez de cultuar uma divindade, cultuavam uma pessoa: Marshall Applewhite.

Applewhite foi um professor universitário, casado e com dois filhos. Contudo, após ser demitido por ter um suposto relacionamento com uma das suas alunas, começou a se interessar por profecias bíblicas.

Pouco tempo depois ele conheceu a enfermeira Bonnie Nettles. Eles se tornaram amigos íntimos. Assim, os dois passaram a acreditar que ele era a reencarnação de Jesus Cristo.

Então, foi assim que surgiu Heaven’s Gate, apesar de ter passado por vários nomes antes desse. 

Applewhite e Nettles começaram a recrutar seguidores que acreditavam na doutrina que eles passavam.

Eles afirmavam que entravam em contato com alienígenas e que quando morressem acordariam em uma espaçonave.

Crenças do Heaven’s Gate

Como mencionado anteriormente, Applewhite acreditava ser Jesus Cristo. Por consequência, acreditava que conseguia curar pessoas. Além disso, os seus seguidores também acreditavam cegamente nele, ou pelo menos no começo.

Ao longo dos anos ele realizou diversas cirurgias, inclusive em crianças. Contudo, ele nunca tinha estudado medicina e não era qualificado para isso.  Ainda mais, existem vários relatos de castração dos membros do culto.

Sendo assim, ocorreram inúmeras mortes e vários membros deixaram o grupo por causa disso.

Por outro lado, eles também acreditavam na salvação por meio de OVNIS. Assim, os líderes afirmavam que tinham contato com alienígenas.

Segundo as suas crenças, a Terra passaria por uma “limpeza” e a única maneira de sobreviver seria deixando seus corpos. Afinal, para eles, os corpos eram apenas “veículos”, ou recipientes, que continham suas almas.

Desta forma, eles “passariam para o próximo nível” e, ao deixarem seus corpos humanos, ressuscitariam em espaçonaves.

Suicídio em massa

Visto as crenças do Heaven’s Gate, em 1997, com a chegada do cometa Hale-Bop, ocorreu o pior. 

Applewhite convenceu os membros restantes do culto de que uma nave espacial estava escondida atrás do cometa. Desse modo, a nave estaria lá para salvar eles. Por isso, eles precisavam deixar os seus corpos humanos para trás.

Em outras palavras, eles cometeram suicídio em massa. A polícia encontrou 39 dos membros remanescentes mortos em uma mansão na Califórnia.

Eles misturaram fenobarbital com suco de maçã e vodka, deitaram em beliches colocando sacolas plásticas nas cabeças e “passaram para o próximo nível”.

Dessa forma, o Heaven’s Gate teve um final trágico, assim como muitos cultos ao longo da história. 

No entanto, uma curiosidade é que o site do Heaven’s Gate ainda está no ar até hoje! Bizarro, né?

Continue aqui no Super Misterioso para saber mais histórias como essa.

Continue lendo

Casos

Saudades: 6 famosos que morreram em 1994

Publicado

em

Saudades: 6 famosos que morreram em 1994
Imagem: gettyimages.com.br

Ainda que exista a consciência de que todo aquele que nasce um dia morre, ninguém está realmente preparado para a finitude da vida. O ano de 1994 deixou bem claro que a morte chega para todos, até mesmo para os que alcançaram a fama. Conheça, nesse artigo, quais foram os famosos que morreram em 1994.

Ficou interessado em descobrir mais? Então, continue acompanhando esse artigo do Super Misterioso.

1. 3 de fevereiro: Raúl Padilla “Chato”

Imagem: pinterest.com

Qual jovem telespectador do seriado Chaves que não tinha um carinho especial pelo carteiro Jaiminho?

O mexicano, que participou de muitas peças de teatro e cinema, bem como de programas televisivos, não resistiu aos problemas advindos da (diabetes) e foi um dos famosos que morreram em 1994.

2. 25 de março: Angelines Fernandéz

Imagem: geni.com

A espanhola naturalizada mexicana, que deu vida a Dona Clotilde no seriado, chaves, também foi vítima do terrível ano.

A guerreira Angelines, antes de eternizar o personagem da bruxa do 71 no seriado, teve que abandonar sua pátria, pois a Espanha estava entrando em um regime ditatorial.

A vida de Angelines era bastante atribulada, no entanto, mesmo com tantos contratempos, ela conseguiu se tornar uma atriz conhecida nas novelas, tanto no rádio quanto na TV.

Fernandéz também foi consagrada como uma das mais belas mulheres do México, dentre suas contemporâneas.

3. 5 de abril: Kurt Cobain

Imagem: f5.folha.uol.com.br

O então cantor e compositor Kurt Cobain era vocalista da banda de “rock” alternativo Nirvana.

Embora estivesse no auge da carreira, tendo sua banda sendo considerada pela mídia como o carro-chefe da Geração X, Kurt estava insatisfeito com o resultado.

Além do vício em heroína, uma depressão profunda o atacou. Kurt Cobain não resistiu às dores do mundo e se suicidou em 1994.

Por ser um dos famosos que morreram em 1994 responsável por gerar uma grande receita com seu nome, Kurt, ainda, é inspiração para inúmeras pessoas mesmo após a sua morte.

Numa lista divulgada pela Forbes, onde constava o nome de treze artistas mortos que mais lucravam, Kurt Cobain, que tem ganhos estimados em 50 milhões de dólares, ocupou o primeiro lugar.

4. 1 de maio: Ayrton Senna, um grande piloto que compõe a lista dos famosos que morreram em 1994

Imagem: formula1.com

Embora fosse um grande piloto brasileiro de Fórmula 1, teve uma dolorosa morte em 1994, quando sofreu um acidente, na pista em que corria.

Ayrton estava no auge da carreira, sendo o mais jovem tricampeão da Fórmula 1 e o vencedor do Campeonato britânico de Fórmula 3. Além disso, Ayrton quebrou vários recordes e subiu 80 vezes no pódio.

Para além das corridas de carro, Senna possuía uma vida bastante ativa. Gostava de adrenalina, portanto, passeava de jet skis e de moto e também era um entusiasta de aeromodelos e helicópteros.

Senna também dedicava seu tempo administrando suas marcas e empreendimentos, bem como era patrocinador de programas de assistência filantrópica.

Considerado como o maior ídolo brasileiro até os dias atuais, a morte, o funeral e o velório de Ayrton causaram uma das maiores comoções da história do Brasil e do mundo.

Ayrton Senna, ainda que seja um dos famosos que morreram em 1994, também é considerado o melhor piloto da história da Fórmula 1, bem como o esportista do século XX no Brasil. 

5. 29 de julho: Mussum

Imagem: istoe.com.br

O humorista brasileiro Antônio Carlos Bernardes Gomes compôs de forma brilhante a turma dos Trapalhões.

Ainda que esforçado e talentoso, Mussum foi um dos famosos que morreram em 1994. Além de um grande humorista, Antônio era um grande cantor e sambista.

6. 8 de dezembro de 1994: Tom Jobim

Imagem: medium.com

O compositor do sucesso Garota de Ipanema foi considerado o maior expoente, de todos os tempos, da Música Popular brasileira (MPB).

Tom Jobim foi um dos criadores da Bossa nova, juntamente com o então poeta Vinicius de Moraes e João Gilberto.

Em sua trajetória, Antônio Carlos se tornou pianista, compositor, maestro, arranjador e violinista. No entanto, Jobim também fora um dos famosos que morreram em 1994.

Gostou desse artigo? Então continue acompanhando o Super Misterioso para mais conteúdos como esse.

Continue lendo

Mais Lidas